Visitando o Museu do Futebol

Brasil, São Paulo 0

A criação de museus temáticos é uma tendência dentro do mundo do futebol. Grandes clubes da Europa como Barcelona, Arsenal e Bayern de Munique, Palmeiras, Internacional de Porto Alegre e Grêmio aqui no Brasil, entre outros, aderiram a esse costume, possuindo museus abertos ao público, cuja visita proporciona aos visitantes uma experiência única, permitindo que, além do museu, sejam feitos passeios pelas dependências internas dos estádios, onde o torcedor normalmente não pode ir em dias de jogos. O Museu do Futebol, localizado embaixo das arquibancadas do mítico Estádio do Pacaembu, e integrando um museu interativo a um estádio histórico e de extrema importância para o futebol paulista e brasileiro, foi um dos primeiros desde tipo no país.

Baixe nosso E-Book gratuito

O Estádio do Pacaembu, em São Paulo, onde está situado o Museu do Futebol.

Um Museu que tenha como tema o futebol brasileiro precisa ter como característica estar em “campo neutro”, e para isso não há lugar melhor. O local escolhido para abrigar o museu foi o Estádio Paulo Machado de Carvalho, carinhosamente chamado de Pacaembu. Inaugurado em 1940, sendo na época o estádio mais moderno do país, também foi utilizado durante a Copa do Mundo de 1950, e desde então foi, ao longo da história, palco de grandes decisões do futebol paulista. Com a construção dos novos estádio do Palmeiras e, principalmente, do Corintihians, o Pacaembu passou a ser muito pouco utilizado, o que aumenta a importância da presença do museu. 

O MUSEU

Inaugurado em setembro de 2008, o Museu do Futebol é um dos mais visitados do país. Totalmente interativo, o museu apresenta 15 salas temáticas espalhadas em dois andares: na entrada do museu fica a exposição Grande Área, que mostra uma coleção de reproduções de figurinhas, bandeiras e flamulas.

Entrada do Museu do Futebol, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Subindo as escadas para o primeiro andar temos as exposições Pé na Bola, que aborda o futebol do ponto de vista das crianças, Anjos Barrocos, onde são apresentados grandes personagens que ajudaram a construir a vitoriosa história do futebol brasileiro. Ao todo são 27 os homenageados, entre eles Pelé, Didi, Zagalo, Zico, Gilmar e Marta, várias vezes eleita a melhor jogadora do mundo.

Na Sala dos Gols monitores exibem jogadas de vários craques, e você pode escolher qual jogada ou gol quer rever, e na Sala dos Rádios você pode ouvir narrações antigas de nomes consagrados do rádio e ter, por exemplo, a emoção de ouvir um gol marcado pela Seleção Brasileira na Copa de 58 como se fosse ao vivo. O primeiro andar termina com a Sala da Exaltação, um espaço que fica exatamente embaixo das arquibancadas, utilizando as mesmas para projetar imagens e o som das torcidas. É de arrepiar.

Sala Anjos Barrocos, dentro do Museu do Futebol, no estádio do Pacaembu.

Para mim o segundo andar é o mais interessante. Na Sala das Origens o museu apresenta a história do futebol de forma cronológica, desde sua origem na Inglaterra, a chegada do esporte ao Brasil e sua transformação em uma paixão nacional, e na Sala dos Heróis são homenageados várias personalidades brasileiras que se destacaram ao longo do século.

A Sala Origens do Futebol, no Museu do Futebol, localizado no Estádio do Pacaembu.

A Sala Rito de Passagem é dedicada a sofrida derrota do Brasil na Copa do Mundo de 1950. Em pleno Maracanã e precisando apenas de um empate para conquistar seu primeiro mundial, o Brasil foi derrotado de virada pelo Uruguai, que levantou o caneco. Essa foi a pior derrota da Seleção Brasileira em copas, até o dia do fatídico 7×1 contra os alemães em 2014.

Foto do goleiro Barbosa na derrota do Brasil para o Uruguai na Copa do Mundo de 1950.

Na Sala das Copas do Mundo uma espécie de torre cheia de monitores contam a história de todas as 20 Copas do Mundo já disputadas até agora, com destaque para os 5 mundiais conquistados pelo Brasil.

A Sala das Copas, dentro do Museu do Futebol, em São Paulo.

 

Praça Charles Miler e avenida Pacaembu vistos de dentro do Museu do Futebol, em São Paulo.

Por último temos a Sala dos Números e Curiosidades, onde grandes placas explicam todas as regras do esporte bretão, além de apontar para alguns recordes e dados interessantes da história do futebol e de onde é possível ter uma visão do campo do estádio,  a Sala Dança do Futebol, com a projeção de imagens de gols, defesas e grandes jogadas, Sala Jogo de Corpo, onde um gol virtual permite testar as suas habilidades de jogador e Sala Homenagem ao Pacaembu, que exibe uma amostra de fotografias que mostram a construção do estádio.

Sala dos Números e Curiosidades, uma das salas do Museu do Futebol, em São Paulo.

Estádio do Pacaembu.

O museu também exibe uma coleção de artigos antigos, como bolas, chuteiras e uniformes, entre eles, a camisa que Pelé usou na final da Copa de 1970 contra a Itália (a mesma que aparece na imagem destacada). Enfim, se você é amante do futebol, vale muito a pena fazer uma visita a este que é um dos museus mais visitados do país, e se não for fã de futebol também vale, pois o Museu do Futebol é uma oportunidade de entender como o futebol faz parte da cultura e identidade do brasileiro.

MUSEU DO FUTEBOL

Praça Charles Miller, s/n

Horários: de terça a sexta das 09h00 às 17h00.

Sábados, domingos e feriados, das 10h00 às 18h00 (sujeito a alterações em dias de jogos).

Preço: 10 reais (gratuito aos sábados).

SITE OFICIAL


IMPORTANTE: Preços e horários podem mudar sem aviso prévio. Consulte SEMPRE os sites oficiais para não ter surpresas em sua viagem.

Acompanhe o blog também no FacebookTwitter e Instagram.

Baixe nosso e-book gratuito.


Vai viajar para São Paulo? Aqui no blog temos parcerias que podem facilitar o planejamento de sua viagem. As empresas com as quais trabalhamos são amplamente conhecidas em suas áreas de atuação, sendo utilizadas por viajantes de todo o mundo. Ao adquirir qualquer serviço oferecido por essas empresas através de algum link disponibilizado no blog, nós ganhamos uma pequena comissão, e VOCÊ NÃO PAGA TAXAS ADICIONAIS por isso, pois a comissão sairá do lucro da empresa. É uma forma de ajudar a manter o blog, assim podemos continuar escrevendo conteúdos e dando dicas de viagens. 

    Umberto Oliveira

    Umberto Oliveira

    Olá, eu sou o Umberto. Historiador de formação, viajante por opção. Resolvi criar um blog para juntar essas duas paixões e compartilhar um pouco das minhas experiências. Preparados para viajar na história?

    continue viajando na história

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *