A Tapeçaria de Bayeux

França, Normandia 0

O ano é 1066, a calmaria no Canal da Mancha é quebrada pelo ritmo frenético de vários barcos. Cruzando da França para a Inglaterra, um exército atravessa o Canal sob o olhar de seu líder, um homem destemido e ambicioso cujo objetivo é sentar-se no trono da Inglaterra. Essa é a história de como um duque normando, que um dia foi um bastardo perseguido por inimigos, se tornou Rei da Inglaterra e um dos homens mais poderosos da Europa, e tudo isso foi registrado em um magnífico tapete. Vamos viajar na história da Tapeçaria de Bayeux?

Cadastre seu e-mail e baixe nosso E-Book gratuito

 

A HISTÓRIA DA TAPEÇARIA DE BAYEUX

Cena 30: Os irmãos de Harold são mortos na batalha. Crédito: Dan Koehl (CC BY-SA 3.0), Commons.Wikimedia.

Um lindo e enorme tapete, com mais de 70 metros de comprimento, ricamente decorado e de grande importância histórica. Para entender a Tapeçaria de Bayeux e sua história, é preciso recuar quase mil anos.

Em 1066, Eduardo, o Confessor, Rei da Inglaterra, morre sem deixar herdeiros. Durante a Idade Média, a quebra na linhagem sucessória era um grande problema, pois abria margem para muitas disputas. Candidatos de todos os rincões da Europa apareciam alegando descendência do falecido rei e dispostos a pegar em armas para garantir o seu direito ao trono.

Entre os possíveis sucessores de Eduardo estava seu primo Guilherme, Duque da Normandia, ducado pertencente ao França. Além do parentesco, Guilherme também alegava ter recebido do próprio Rei Eduardo, durante uma viagem à Inglaterra, a promessa de que seria seu herdeiro e ocuparia o trono.

Ao mesmo tempo, Harold Godwinson, filho do poderoso Conde Godwin de Wessex e cunhado de Eduardo, também desejava ocupar o trono inglês, sendo de fato escolhido pelo rei como seu sucessor. O confronto entre esses dois personagens se tornou inevitável.

Uma das cenas da Tapeçaria de Bayeux, na Normandia.

Guilherme desembarcou em Pevensey, sul da Inglaterra, à frente de um exército de aproximadamente 10.000 homens, marchando até a região de Hastings, onde se estabeleceu com seus homens. O confronto com as tropas de Harold aconteceu em um local conhecido atualmente como Battle, alguns quilômetros ao norte de Hastings. As tropas de Guilherme levaram uma vantagem extra: alguns dias antes, as tropas de Harold tiveram que conter uma invasão viking no norte da Inglaterra (na famosa batalha de Stamford Bridge) e retornaram rapidamente para enfrentar o Duque. Como resultado, os homens de Harold estavam exaustos no momento da batalha, tornando-se presa fácil para as tropas de Guilherme, que a partir dessa vitória, entra para a história como Guilherme, o Conquistador.

Após a vitória, Odo, Bispo de Bayeux e meio-irmão de Guilherme, mandou criar, como forma de agradecimento pela vitória, um enorme tapete bordado, contando ao longo de 35 cenas a história da conquista além de, é claro, enaltecer o feito dos normandos que, de um simples ducado francês, agora comandavam um poderoso reino.

 

Cena 12: Harold, à direita, jura fidelidade a Guilherme.

A Tapeçaria de Bayeux é uma excelente fonte histórica para estudar esse período da Idade Média, não só por contar a história da invasão, mas por permitir aos historiadores a oportunidade de saber mais sobre as armas, o vestuário, as técnicas militares e costumes de ingleses e normandos. A Batalha de Hastings marca o fim do domínio saxão na Inglaterra e o início de mais de dois séculos de dominação normanda, cuja marcas podem ser percebidas até hoje, sobretudo no idioma inglês, muito influenciado pelo francês falado pelos normandos.

LA TAPISSERIE DE BAYEUX

Rue de Nesmond, 13 – Bayeux.

Horário: de 28/01 a 28/02, das 09:00 às 12:30 e das 14:00 às 18:00; de 01/03 a 31/10, das 09:00 às 18:30.

Preço: 9,50 euros

Site Oficial

Além da Tapeçaria, vale a pena conhecer a Catedral de Bayeux (Rue de Bienvenu), com quase 1.000 anos de história, e o Musée Mémorial Bataille de Normandie, um dos mais completos museus normandos sobre o Dia D. Para ler mais sobre a Normandia, clique aqui.

COMO CHEGAR?

Para chegar até Bayeux saindo de Paris, pegue a rodovia A13 até Caen, depois siga pela rodovia N13, ou de trem saindo da Gare St. Lazar (mais informações aqui).


IMPORTANTE: Preços e horários podem mudar sem aviso prévio. Consulte SEMPRE os sites oficiais para não ter surpresas em sua viagem.

Acompanhe o blog também no Facebook, Twitter e Instagram.

Baixe nosso e-book gratuito.


Vai viajar para a Normandia? Aqui no blog temos parcerias que podem facilitar o planejamento de sua viagem. As empresas com as quais trabalhamos são: DECOLAR.COM (passagens aéreas), BOOKING.COM (reserva de hotéis) MONDIAL SEGUROS (seguro viagem), RENTAL CARS (locação de veículos). Todas essas empresas são amplamente conhecidas em suas áreas de atuação, sendo utilizadas por viajantes de todo o mundo. Ao adquirir qualquer serviço oferecido por essas empresas através de algum link disponibilizado no blog, nós ganhamos uma pequena comissão, e VOCÊ NÃO PAGA TAXAS ADICIONAIS por isso, pois a comissão sairá do lucro da empresa. É uma forma de ajudar a manter o blog, assim podemos continuar escrevendo conteúdos e dando dicas de viagens.  

    Umberto Oliveira

    Umberto Oliveira

    Olá, eu sou o Umberto. Historiador de formação, viajante por opção. Resolvi criar um blog para juntar essas duas paixões e compartilhar um pouco das minhas experiências. Preparados para viajar na história?

    continue viajando na história

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *